O Abrigo

Sede-Abrigo-Animal-300x204

Apresentação

Sabe-se que à medida que as cidades crescem, seus problemas ambientais aumentam na mesma proporção, comprometendo o direito a um meio ambiente ecologicamente equilibrado.
Desta forma tornou-se imprescindível a participação do cidadão para a melhoria da vida nas cidades, dando origem as chamadas ONGs ambientalistas, as quais são a forma organizada que os cidadãos criaram para preservarem os seus direitos ambientais.
Dentre esses problemas que afetam a maioria das cidades estão a superpopulação de cães e gatos, em maior ou menor grau. Ocorre que em busca de uma solução rápida para a prevenção de doenças, as autoridades da saúde frequentemente recorrem ao sacrifício em massa. Milhares de animais são mortos, nem sempre de forma humanitária, por falta de informações ou por falta de incentivos e subsídios à opção da esterilização (castração) dos animais por parte dos proprietários.
Através de estudos realizados concluiu-se que a maneira de evitarmos superpopulação de animais está na aplicação do tripé: educação, castração e recolhimento dos animais errantes, os quais vêm sendo adotados pela nossa entidade.
Com a adoção destas metas, é possível melhorarmos a condição de vida das pessoas, assim como dos animais que habitam os centros urbanos, incentivando a participação dos cidadãos na vida social e desenvolvendo a sensibilidade das pessoas pelo sofrimento de todos os seres vivos.
Acreditamos que a preservação do planeta começa com a preservação dos pequenos pedaços do planeta, e relembrando as palavras de Confúcio que disse, há cerca de 5 mil anos, que se alguém quisesse mudar o mundo, teria de começar por si próprio, pois mudando a si próprio, sua casa mudaria. Mudando sua casa, a rua mudaria. Mudando a rua, o bairro mudaria. Mudando o bairro, mudaria o município e assim por diante, até mudar o mundo.
Considerando que todo animal possui direitos, e que o desconhecimento e o desprezo destes direitos tem levado o homem a cometer crimes contra os animais e contra a natureza, e que o respeito aos animais está ligado ao respeito dos homens pelo seu semelhante, resolvemos criar uma entidade sem fins lucrativos com o intuito de evitarmos que cada vez mais animais perambulem pelas ruas de nossa cidade.
É por esta razão que a nossa entidade, seguindo a linha de trabalho das organizações de proteção internacionais, defende a proteção, saúde, direitos e esterilização como forma mais eficaz de combate ao sofrimento animal.
É importante salientar que a preocupação da Associação Abrigo Animal não é tão somente com a saúde do animal de rua (abandonado), mas também com a saúde da comunidade, onde se incluem as crianças.

A entidade e seu trabalho

A Associação ABRIGO ANIMAL, estabelecida em Joinville-SC, com CNPJ Nº 04.603.573/0001-60 é uma Organização Não-Governamental sem fins lucrativos. Foi fundada por voluntários em julho de 2001 com o objetivo de proteger animais domésticos abandonados e maltratados, providenciar atendimento veterinário, castração, vacinação e procurar novos lares para estes animais além de promover a conscientização da população. Os animais resgatados, na maioria das vezes estão em péssimo estado de saúde, muito debilitados, e frequentemente vítimas de maus tratos, esfaqueados, queimados, envenenados, entre outros.
A Associação é mantida através de doações dos voluntários, doações espontâneas da comunidade, da venda de produtos do Abrigo Animal, da promoção de rifas, sorteio de prêmios e outros. A Associação conta também com um convênio entre a Prefeitura Municipal de Joinville e a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, firmado em 10/11/2003, quando tínhamos 150 cães. Este convênio cobre somente parte dos custos com a alimentação dos animais. Atualmente, 2016, o Abrigo Animal está com aproximadamente 480  cães e 40 gatos em um espaço físico limitado.
Nossa Associação segue a linha de defesa dos animais de Joinville, onde não existe ainda uma instituição oficial que possa deles cuidar.
Gostaríamos de esclarecer que somos poucos voluntários, somos profissionais, mães, estudantes que doam o seu tempo, seu conhecimento, sua energia, seu amor para fazer deste um mundo melhor, mais justo, para com todos os seres vivos. Não recebemos nenhuma remuneração.
Não possuímos veterinários no abrigo, não temos veículo próprio, nem equipamentos especiais para resgate, tão pouco curso ou qualquer preparação para resgatar os animais.
Quando possível resgatamos animais em situação emergencial, levamos ao veterinário, cuidamos dos animais resgatados, organizamos e trabalhamos nos eventos da entidade (brechós, sorteio de prêmios, etc), vendemos rifas e trabalhamos nas Feiras de Adoção, entre outras coisas.
O Abrigo animal não possui locais próprios, nossos abrigos são emprestados e alugados. Atualmente estamos com uma lotação muito acima do limite.
É  fundamental de ter o apoio de órgãos públicos, para agilizar o processo de castração dos animais, evitando assim, a proliferação descontrolada, à exemplo do que já ocorre em outras cidades.
Gostaríamos também da compreensão da comunidade, respeitando e zelando pela vida dos animais, divulgando e implementando a posse responsável. Quando se deparar com um animal que precisa de atendimento urgente, ou tem fome, frio, sede, ajude-o, faça você também a sua parte, faça o que for possível.
Esperamos que a população se conscientize e não permita que seus animais procriem. A castração é o caminho para diminuirmos o sofrimento e o abandono.
Atualmente o Abrigo atende somente casos emergenciais. Trabalhamos hoje divulgando a adoção consciente, posse responsável, e a importância da castração, além de manter e procurar lares para os animais que se encontram sob nossos cuidados.